segunda-feira, julho 27, 2015

GTE - Grupo de terapia das emoções


GTE – GRUPO DE TERAPIA DAS EMOÇÕES

Terapia clínico-pastoral de grupo para pessoas que sofrem com alterações emocionais e, ou foram vítimas de abuso físico, mental e emocional em seus relacionamentos.
O Foco terapêutico é analítico e na espiritualidade, mas com interação de outros linhas terapêuticas.

O Programa

Os encontros do GTE são organizados de maneira que todos os envolvidos possam participar, mas ao mesmo tempo não se sintam obrigados a nada. São discussões disparadas por temas oriundos de textos, vídeos, etc., mas que visam despertar a abertura da fala dos participantes sobre seus anseios e problemas. A partir dessa abertura se construir um caminho terapêutico.
Para participar o interessado precisa passar por um atendimento individualizado para construção da anamnese. E a partir dela entrar no grupo. A anamnese pode se dá em apenas um encontro, mas pode ser necessário mais.
Após 10 sessões cada participante volta a ter um encontro atendimento individual.

Valores

O valor de cada sessão é simbólico – R$ 35,00 (trinta e cinco reais – por sessão)
Alguns dos muitos benefícios de um GTE
·         O GTE proporciona uma oportunidade para observar e refletir sobre a sua própria dinâmica social-emocional na medida que faz isso em relação aos outros.
·         O GTE proporciona uma oportunidade para se beneficiar tanto através de uma participação ativa como através da observação.
·         O GTE oferece uma oportunidade de dar e receber apoio imediato; sobre preocupações, questões e problemas que afetam a sua vida.
·         O GTE oferece aos membros suporte, em um ambiente confidencial.

O GTE enfatiza, de diferentes formas: a análise do processo social de construção dos sentido e das emoções; uma postura de co-construção entre todos os participantes; o olhar sobre os relacionamentos nos quais os participantes estão envolvidos e nos quais constroem determinados sentidos; uma atenção aos valores e aos resultados pragmáticos dos discursos que são construídos no contexto terapêutico; a multiplicidade de formas de descrever um problema; e um discurso de potencialidades positivas e de construção de realidades futuras


Tais propostas não devem ser consideradas como uma mero bate papo, mas como uma postura filosófica e espiritual através da qual buscamos ao mesmo tempo estar informados e nos mantermos abertos aos processos terapêuticos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário